WhatsApp

Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

O suco natural da fruta favorece o aumento do aporte de fibras, vitaminas, minerais, substâncias antioxidantes e bioativas no organismo. Só vantagens, certo? Calma. O assunto é levemente polêmico.

 

Com tudo o que vem de bom no copo, há também uma quantidade grande de açúcares próprios das frutas nos sucos naturais. Você provavelmente não consumiria tanto desse açúcar caso optasse por comê-la.

 

Na prática: quando você tem vontade de comer laranja, costuma escolher apenas uma. Mas, se tomar suco de laranja, precisará de duas ou mais unidades da fruta. Essa é uma conta importante, principalmente para quem está se esforçando para emagrecer. 

 

A orientação geral é privilegiar as frutas in natura mais do que os sucos. Mas isso não quer dizer que você precisa exclui-los da dieta – pelo contrário, preparados com frutas in natura orgânicas, e com receitas funcionais, eles costumam integrar os kits de #DietaFeliz da Keep Light


 

SUCOS: NA SAÚDE E NA DIETA

Veja abaixo algumas dicas do nosso nutricionista, Daniel Coni da Silva, e da sua equipe de estagiários do Centro Universitário São Camilo.

 

- Consuma sucos com moderação. 

 

- A fruta contém frutose e sacarose, que são açúcares próprios. O ideal é não adoçar o suco. Se optar por adoçar, dê preferência para o açúcar demerara ou mel.

 

- Evite Ingerir líquidos durante as refeições, para não atrapalhar a digestão. Os sucos também contribuem para aumentar o valor energético da refeição.

 

- Caso opte pelo suco ao comer, privilegie os ricos em vitamina C (como acerola, limão, laranja, caju, kiwi), que auxiliam na absorção do ferro. 

 

- Ao combinar duas ou mais frutas, o suco se torna mais rico em vitaminas e minerais, aumentando assim as chances da ingestão de micro e macronutrientes de diferentes fontes. 

 

- Dê preferência para os sucos naturais da fruta, e sem peneirar. Assim, há aumento do aporte de fibras, que controlam saciedade, glicemia e colesterol. 

 

- A forma de preparo pode influenciar no aumento da curva glicêmica. Os feitos em liquidificador preservam melhor as fibras do que os preparados no processador. 

 

- Não tem fruta fresca em casa? Entre o suco pronto na embalagem e o de polpa, prefira o de polpa.

 

- Quanto mais perto do preparo, mais propriedades nutricionais tem o suco.



QUAL É A DIFERENÇA?

- Suco natural: obtido diretamente da fruta, pode ter adição ou não de água e açúcares de acordo com a preferência de consumo. 

 

- Suco orgânico: obtido de frutas orgânicas (ou seja, sem agrotóxicos), pode ter adição ou não de água e açúcares, de acordo com a preferência de consumo. 

 

- Suco integral: obtido da fruta (geralmente maçã, uva e laranja), sem adição de açúcar e conservantes. Entre os industrializados, é considerada a melhor opção. 

 

- Polpa de fruta: obtida da fruta e misturada com água ou leite. Dependendo do processo de congelamento pode perder algumas propriedades nutricionais.

 

- Néctar (suco de caixinha): tem apenas 40% de frutas em sua composição. Leva aditivos que dão cor e sabor (além de água, corantes, conservantes, açúcar). Pode ser adoçado com suco de maçã, tornando-se um suco misto – e com alto teor de açúcar. 

 

- Suco concentrado: contém entre 2% e 10% de fruta. Há pouca adição de açúcares quando comparado ao néctar. Leva corante, conservante e aromatizantes em sua composição. 

 

- Suco em pó: possui cerca de 1% de fruta, com alta adição de açúcar, corantes e aromatizantes. Também é rico em sódio e pobre em propriedades nutricionais. É considerada a pior versão entre os industrializados.