WhatsApp

Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

O verão está logo aí, virando a esquina. Faltam apenas duas semanas para a estação de dias quentes! Ainda que a pandemia seja uma questão importante, que pede distanciamento social e mais reclusão - o que talvez afaste você da praia ou da piscina -, fazer do verão uma meta para reduzir medidas é decisão acertada, já que o clima pede menos comida do que no inverno, por exemplo. Mas será que ainda dá tempo de fazer um "Projeto Verão"?


A resposta é sim, e não. Não dá para perder peso drasticamente de maneira saudável. Mas, sim, é possível dar uma bem vinda "secadinha" adotando alguns hábitos que vão fazer diferença não só no seu corpo de verão, mas também trarão benefícios para todas as outras estações do ano.
 

Confira 9 dicas que fazem diferença:


1. Pegue leve
Fique de olho no tamanho da porção que você serve no prato. Alimente-se o suficiente para ficar saciado, e não mais do que isso. Os kits da Keep Light eles são porcionados na medida certa, assim fica muito mais fácil se alimentar melhor, e com menos calorias. É só encontrar o que se encaixa melhor nos seus objetivos. Conheça os nossos kits para emagrecer.


2. Vá devagar
Um estudo publicado na revista acadêmica Journal of the American Dietetic Association mostra que comer muito rápido aumenta as chances de ganhar peso – o sinal que o estômago envia ao cérebro para indicar saciedade demora cerca de vinte minutos, a partir da primeira garfada, para ser emitido. 


3. Coma fibras
Saciar o estômago com alimentos ricos em nutrientes e fibras, como verduras, hortaliças e leguminosas, melhora o metabolismo, além de manter a fome longe por mais tempo - que tal incluir uma salada antes da refeição principal? Ou um mix de legumes, como na imagem que acompanha este post, do bolo de carne à parmegiana


4. Caminhe mais

Saia para caminhar mais vezes. Troque o elevador pelas escadas (não vale a rolante!). Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de Exeter, no Reino Unido, chegou à conclusão de que uma caminhada de 15 minutos pode diminuir o desejo de comer chocolate quase pela metade! Uma outra, da Universidade de Wake Forest, nos Estados Unidos, diz que aliar o consumo de fibras a atividades físicas traz melhores resultados para a redução de gordura abdominal.


5. Mais água

Troque as bedidas adoçadas por água. Durante o dia e entre as refeições, tomar água ajuda a hidratar, a diminuir o apetite e reduz a retenção de líquidos pelo corpo. Além de diminuir consideravelmente o consumo de açúcar e ultraprocessados, claro. Pegue leve - ou reduza totalmente - o consumo de álcool para enxergar melhores resultados no período.
 

6. Descanse 

Uma boa noite de sono promove a regulação dos níveis de hormônios relacionados à fome, além de ajudar a diminuir os níveis de cortisol no sangue – o hormônio que é relacionado com o estresse e que pode aumentar o apetite e dificultar a queima de gordura.


7. Menos sal, açúcar, gordura
Para perder peso, evite a ingestão de alguns ingredientes-chave: reduza o sal, que ajuda a reter líquidos; corte o açúcar; reduza a ingestão de farinha de trigo branca e de gorduras como a da fritura, de carnes gordurosas, de embutidos, de queijos amarelos. 


8. Mais in natura, menos ultraprocessados
Segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira (documento do Ministério da Saúde que serve como cartilha de boa alimentação para o País), os produtos ultraprocessados também devem ser evitados – eles são inimigos de uma alimentação saudável e da perda de peso. São aqueles que imitam comida e combinam ingredientes que ninguém tem na cozinha de casa (espessantes, emulsificantes, corantes, aromatizantes, gordura vegetal), e que geralmente são carregados de sódio. Até a barrinha de cereal pode ser ultraprocessada; leia o rótulo antes.


9. Peça ajuda
Segundo estudo da Universidade de São Paulo, o chá verde é um bom aliado da perda de peso porque estimula a queima de gordura. Hibisco, canela e gengibre também são bons ajudantes por possuírem ação termogênica - eles fazem com que o corpo consuma uma maior quantidade de energia para realizar a digestão.

 

Em tempo: é importante lembrar que cada pessoa tem um metabolismo, e responde a dietas e mudanças de hábitos de maneira diferente.