WhatsApp

Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

Você já deve ter ouvido nutricionistas falarem que, quanto mais colorido o prato, mais saudável ele é. E por que eles dizem isso? A nutricionista da Keep Light Leticia Basilio explica: “Quanto maior a variedade de cores, maior a variedade de nutrientes”. E por que isso é importante? “Para evitar a monotonia alimentar”, completa ela. 


A variedade de nutrientes é uma exigência que o corpo do ser humano faz para a prevenção de doenças e a manutenção da saúde. Já notou que alguns animais comem sempre o mesmo alimento? Esquilos podem comer castanhas e se manterem vivos e saudáveis por toda a vida. Já nós, humanos, não. Precisamos de diversidade no prato. 


Como a natureza é inteligente, cada cor representa um grupo de nutrientes. O resultado é que o prato colorido deixa a mesa alegre e a refeição, mais atraente.

 

Arco-íris no prato
Verde escuro: espinafre, brócolis, agrião, couve, rúcula.
Alaranjado: cenoura, abóbora, mamão, damasco.
Vermelho: tomate, melancia, goiaba.
Roxo: berinjela, beterraba, repolho roxo, açaí. 
Marrom: leguminosas (grão-de-bico, feijão, lentilha, soja), cereais integrais, cevada, centeio, castanhas. 
Branco: arroz, couve-flor, mandioca, batata.
Amarelo: milho, pimentão, manga.


Idealmente, o prato deve ser composto de 5 cores. Na hora de montar o prato, comece com carboidratos e proteínas – as cores branca e marrom. Eles nos dão energia, por isso a prioridade. Em seguida, adicione mais 3 cores de sua preferência. 


Prefira comer alimentos da época – eles estarão na sua melhor “forma”, ou seja, dando o seu melhor no que possuem de nutrientes e de sabor. 


Se você não consegue montar pratos coloridos todos os dias, tudo bem: procure comer as cores faltantes durante o dia, no lanche, no café da manhã. E varie as cores sempre, para que a sua alimentação fique saudável de verdade.