WhatsApp

Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

Se você gosta de chocolate, vai amar a tartelete de chocolate 60% do nosso cardápio. Ela fica ali no congelador, esperando a hora de brilhar como sobremesa, ou como o docinho que acompanha o café da tarde. Faz bonito em datas festivas e também para quem vai receber em casa (assim que a pandemia deixar!).

 

Por que será que ela fica tão boa? A massa leva farinha de amêndoas, que confere sabor delicado. E o recheio tem chocolate de verdade, além de creme de leite: cremoso demais, sem ficar muito doce. Quer tentar preparar a nossa receita em casa? O chef André Galante ensina a seguir.

 

Tartelette de chocolate
Rendimento: duas tortinhas

 

Para a massa
- 60g de farinha de amêndoa
- 20g de farinha de trigo
- 20g de manteiga gelada cortada em cubos
Misture com os dedos até formar uma farofa grossa. Teste a textura: ao apertar na mão, ela fica no formato, sem esfarelar? Então a proporção de manteiga está perfeita.
Espalhe a massa em formas de tartelete com fundo removível de 10cm de diâmetro, apertando bem e deixando a espessura uniforme. Pré-asse a 160 ºC por 10 minutos. Retire do forno e deixe esfriar.

 

Para o recheio
Enquanto a massa assa, prepare o recheio:
- 100g de chocolate meio amargo (de boa qualidade)
- 50g de chocolate ao leite (de boa qualidade)

- 50 ml de creme de leite fresco

- 10g de manteiga
Quebre em pedaços e derreta os chocolates em banho-maria (use uma tigela de vidro refratário sobre uma panela pequena com pouca água - não deixe que a água encoste na tigela e certifique-se de que não há escape de vapor da panela).
Assim que derreter, adicione o creme de leite e a manteiga. Misture vigorosamente até incorporar bem.
Depois de esfriar, recheie as tortinhas já desenformadas.
Leve à geladeira por 3 horas antes de servir.

 

 

"Come chocolates! Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates."

Fernando Pessoa (Tabacaria, poesia de Álvaro de Campos)