WhatsApp

Fechar busca

Digite o nome do produto

Digite o nome do produto e toque em Ir ou selecione um produto da lista.
R$ 0,00

Meu Carrinho

Indique amigos e ganhe créditos em nossa loja!

Um prato feito essencialmente de arroz, que aceita inúmeras combinações de sabor, cremoso, e muito reconfortante. O risoto, prato tradicional italiano, pode parecer simples, mas é cheio de senãos. E cada um deles vale a pena, pois a experiência gastronômica do preparo tem a ver não apenas com sabor, mas com textura, temperatura e visual também.
 
E então, como deve ser o bom risoto?
 
. Um bom risoto deve trazer o arroz - arbóreo ou carnaroli são os mais comuns - no ponto certo: al dente. Ou seja, cozido, mas não exatamente macio como os grãos do nosso arroz do dia a dia.

 

. Seja de legumes, de carne, de frango ou de peixe, o caldo em que o arroz cozinha deve ser caseiro - não tem nem comparação com os cubos de caldo industrializados, que além de serem ultraprocessados, contêm muito sódio e deixam rastros de artificialidade no paladar. Cebola, cenoura e salsão não podem faltar!

 

. Tanto mais saboroso sairá o risoto quanto mais legumes orgânicos forem escolhidos para preparar o caldo e os acompanhamentos. Sem agrotóxicos, as hortaliças ficam mais gostosas.

 

. A cremosidade do risoto vem do amido do arroz, que é liberado dos próprios grãos durante o cozimento lento, em que o caldo é adicionado aos poucos, e o arroz é mexido com mais frequência. Juntar um pouco de manteiga gelada ao fim do cozimento garante um brilho especial ao prato.

 

. O caldo deve ser adicionado quente, para não esfriar o arroz e atrapalhar o andamento do cozimento. Pelo mesmo motivo, os legumes de acompanhamento devem ser previamente cozidos/assados antes de serem adicionados ao fim do preparo.

 

. O vinho que vai no refogado de cebola e arroz, antes do caldo, faz muita diferença no sabor final do prato. Os brancos secos são os mais comuns, mas é possível usar os tintos para versões mais escuras, como as feitas com cogumelos ou beterraba, por exemplo.

 

. Um bom risoto é cremoso e deve “desmontar” no prato - ou seja, não é possível que, espetada, uma colher pare em pé no preparo.

 

. Parmesão não pode faltar. Um punhado ralado, que vai na panela antes de servir, deixa o risoto ainda mais cremoso e saboroso. No prato, finaliza e completa o sabor. 

 

. Além do parmesão ralado, adicione ao risoto já servido castanhas picadas, ou legumes assados, salsinha ou um pouco de pimenta-do-reino moída na hora para dar cor, sabor e textura.
 
No cardápio da Orgânico Gourmet você encontra quatro versões do risoto. Já provou todas?
 
Risoto de cogumelos vegano com limão siciliano
 
Risoto de pupunha grelhada, manteiga noisette e crocante de castanha-do-Brasil
 
Risoto de quinoa, espinafre e castanha-do-Brasil, ao perfume de limão siciliano e gengibre
 
Risoto low carb de couve-flor e alho-poró com peito de frango grelhado
 


"O arroz nasce na água e deve morrer no vinho."
Provérbio italiano